sábado, 9 de abril de 2011

O metamorfosear da vida...

Na vida nós enfrentamos momentos bons e ruins, e por mais que a gente insista em só querer só passar pelos momentos bons, em algum momento da sua vida você vai parar pra pensar que nós amadurecemos exatamente quando passamos pelos momentos ruins. Porque é muito fácil ser feliz quando só se vive momentos bons, eu quero ver é quebrar a cara, retocar a maquiagem e partir pra luta... do zero!
Você percebe que mudou quando suas prioridades já não são mais as mesmas e você já não faz mais tanta questão de agradar a todos a todo custo, prefere observar aqueles que valem a pena. Ser popular não importa e ficar sozinha já não incomoda tanto. Sentar desacompanhada em uma mesa onde os casais predominam já não é motivo para estragar sua noite e você até passa a se divertir com isso. Sua vida social já não precisa ser diária e às vezes você até prefere ficar sozinha em casa degustando um bom vinho à ir em um ambiente superficial somente para extravasar o estresse do dia a dia. Você começa a trocar aquela balada - que outrora seria garantia de boas gargalhadas no dia seguinte - por um jantar ou uma boa peça de teatro em companhia de uma amiga.
Aceitar o fim de um relacionamento torna-se muito mais fácil - mas nem por isso menos doloroso - e você já não sente mais aquela necessidade de colocar outra pessoa no lugar da que foi embora só para te ajudar a "juntar os cacos" da relação que acabou, porque um dia essa relação também pode acabar e emendar uma paixão na outra só faz aumentar aquela sensação de "o que eu tenho de errado?". Compreende que a solidão às vezes é necessária e por isso aprende a gostar da sua própria companhia. Receber flores de um "admirador secreto" já não é motivo para tanta curiosidade e acaba agindo apenas na sua auto-estima. Aqueles pagodes que você amava já não ocupam mais lugar no seu "playlist" e você passa a entender que algumas músicas existem apenas para te alegrar. A necessidade de estabilidade - financeira e emocional - se torna maior, porque as responsabilidades aumentam, mas nem por isso você precisa deixar de ser uma pessoa leve e feliz.
Você começa a se preocupar menos com problemas inúteis, e aprende a "deletar" da sua vida as pessoas que te trairam. Não se obriga mais a continuar vivendo com pessoas que continuarão te magoando só para fazer network. As relações superficiais passam a fazer cada vez menos sentido! Você passa a dar mais valor a simples momentos e a querer vive-los cada dia mais intensamente. A relação com seus pais se torna cada vez mais importante e você faz de tudo para sempre manter a união de sua família. Você começa a perceber que nem sempre os verdadeiros amigos estão por perto, mas que mesmo estando longe você ainda pode contar com eles. =)

(continua...)

Beijos no coração...

3 comentários:

  1. adorei,só nao gostei da parte que fala do admirador das flores...rs bjos boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Adoreiiiiiiiiiiii...
    Vc como sempre escrevendo super bem...
    Bjussssss

    ResponderExcluir

Liberdade de expressão